10 EMPREENDEDORES QUE FAZEM SUCESSO COM SORVETES

porDenis Pereira

10 EMPREENDEDORES QUE FAZEM SUCESSO COM SORVETES

Conheça as histórias de empreendedores que decidiram investir no ramo de sorvetes:

Sorvetes fazem sucesso na mão dos empreendedores brasileiros (Foto: Divulgação)
Com a entrada da primavera conhecida pelo desabrochar das flores, a estação marca também o começo das altas temperaturas.
Observando no clima uma oportunidade de negócios, muitos empreendedores decidiram mudar suas vidas para investir e inovar neste mercado tão aquecido. Seja com picolé, paletas, massa na pedra ou gelatto italiano, essas pessoas conseguiram fazer a vida vendendo sorvetes.

Conheça 10 empreendedores que fazem sucesso neste mercado:

1. De ex-motorista de ônibus a magnata do sorvete

Em 1987, Antônio Benedito dos Santos pediu demissão da empresa de ônibus onde era motorista para comprar uma máquina de fazer sorvete e picolés. Ali nascia a Creme Mel, empresa que atualmente produz 33 mil picolés e 15 mil litros de sorvete por hora. Em 2011, Santos faturou R$ 96 milhões.

2. Franquia traz “frigideira gelada” ao Brasil

Márcio Morgado e Laércio Munhoz trouxeram a “frigideira gelada”, uma tecnologia asiática, em 2011. Com ela, os empreendedores da Nat Fruit Ice conseguem fazer sorvetes na hora, dando aos clientes a chance de escolher quais ingredientes querem. A marca já tem 12 unidades e oferece franquias no formato de quiosques.

3. Empreendedor que vendia picolés na rua fatura R$ 5 milhões com sorveteria

Apaixonado por sorvetes desde criança, Émerson Serandin resolveu empreender na área. Assim como a dupla da Nat Fruit Ice, a Ice Creamy também utiliza as pedras de ferro congeladas. Segundo Serandin, a resposta está sendo ótima já que a empresa deve fechar 2015 com um faturamento de R$ 5 milhões.

Sorvete sabor cappuccino na Groeländia Gelados (Foto: Divulgação)

4. Brasileiros abrem loja especializada em sanduíche de sorvete

Três empreendedores abriram a Cookie’n Ice, loja especializada em sanduíches de sorvete, receita americana que combina cookies e sorvete. A empresa chega a vender 1000 cookies com sorvete por fim de semana na cidade de São Paulo.

5. Com sorvetes de frutas do cerrado, marca brasileira vai exportar para os EUA

Araça, brejaúba, buriti e gabiroba são apenas quatro dos 68 sabores diferentes de picolés que Clóvis José de Almeida produz na Frutos do Brasil. Junto com os filhos, o goiano administra a marca que, em 2014, alcançou 37 lojas distribuídas por oito estados brasileiros.

6. Franquia Chiquinho Sorvetes busca expansão em grandes cidades

Fundada em 1980, na cidade de Frutal, em Minas Gerais, a marca Chiquinho Sorvetes investiu em máquinas de sorvetes soft. Depois que atingiu 80 unidades próprias em 2010, decidiu investir em franquias. Atualmente, a marca está com 310 unidades no país.

Ice Creamy faz sorvete na pedra congelada (Foto: Divulgação)

7. Advogada larga tribunais para empreender com sorveteria

Depois de atuar cinco anos como advogada, a carioca Nathália Göpfert decidiu mudar completamente de área para investir na Groeländia Gelados. A jovem passou oito meses desenvolvendo a receita do seu sorvete e em 2015 vai encarar o seu primeiro verão com a loja.

8. Fabricante de sorvete para animais planeja expansão

Disposto a inovar, o empreendedor Paulo Silva viu no mercado de sorvetes um potencial muito peculiar: os pets. Para não prejudicar a saúde dos bichinhos, a Ice Pet produz sorvetes que não contém açúcar nem gordura e tem registro no Ministério da Agricultura.

Sorvete de pistache da Cuordicrema (Foto: Divulgação)

9. Empresa vende picolé de fruta 100% natural via WhatsApp

O designer Rafael Cipolla e o publicitário Thiago Godoy decidiram desenvolver um sorvete sem corantes ou açúcar. Seus produtos, feitos à base de água de coco e frutas, são vendidos exclusivamente via e-mail ou WhatsApp. 

10. Franquia nordestina de paletas investe em expansão no Sudeste

Pablo Rocha, 32, decidiu investir em paletas mexicanas em 2013. A ideia surgiu quando seu amigo voltou do México com algumas receitas de sorvete. Então decidiu abrir a Helado Monterrey, empresa que faturou R$ 30 milhões em 2014.
Agora que você já conheceu a historia destes empreendedores vencedores, que tal fazer a sua história acontecer? Comece um negócio de sorvetes!  A época é muito boa para este tipo de negócio.
Fonte: PEGN – G1 e uma pitada de Dicas de Negócios PME.
Postado por: Dicas de Negócios PME e Portal G2 – http://portalg2.com.br

Sobre o Autor

Denis Pereira administrator

Deixe uma resposta